voltar ao blog

Já ouviu falar em Salestech?

Salestech são tecnologias utilizadas no dia a dia das empresas, com foco nas vendas. Aqui, vamos explicar a você como elas funcionam e de que maneira podem ajudar seu negócio a performar melhor nas vendas.
O mercado tem apresentado cada vez mais novos termos para se referir a modelos de startup e marketing de vendas. Além disso, investe a todo o tempo, em novas e diferentes estratégias para acompanhar melhor a jornada do cliente, com foco na venda personalizada e no atendimento diferenciado ao cliente.

Portanto, são estratégias importantes que otimizam o tempo e eliminam processos burocráticos, que focam, exclusivamente, no cliente e por aí vai. Temos as Adtechs, que são tecnologias que podem ser combinadas às Martechs com o objetivo de conquistar melhores resultados em publicidade e temos as Salestech.

Entre diversas outras possibilidades, as Salestech podem oferecer uma maior aproximação com o cliente no momento da venda, além de dar à empresa a possibilidade de formar um banco de dados atualizados de seus leads, permitindo uma interação personalizada no pré e pós-venda. Sem falar que é a responsável por capacitar equipes e otimizar tempo.

O que é Salestech?


Pensando na etimologia da palavra, Salestech vem da combinação de duas palavras em inglês, “sales”, que significa “vendas”, e “tech”, que vem de “technology”, representando a tecnologia. As Salestechs, também chamadas de “sales technology”, compreendem um conjunto de empresas ou tecnologias inteligentes focadas em desenvolver soluções e ferramentas para área de vendas, que buscam acelerar os processos e aumentar a produtividade em equipe. Elas ganharam bastante evidência durante a pandemia, devido à alta digitalização dos escritórios, o que fez o tempo de maturação das tecnologias e barreiras na cultura corporativa caírem.  

Outra definição para Salestech é a de que, geralmente, ela pode aparecer e ser utilizada na forma de um software, como ferramentas de serviço que auxiliam os gerentes nas posições ligadas a vendas. Utilizando essas ferramentas e as tecnologias adequadas, podemos automatizar tarefas como:

Coleta de dados;
Agendamento de reuniões e ligações;
Compartilhamento de notas e participação em tarefas;
Enriquecimento de leads;
Criação, envio e monitoramento de propostas, entre outros.


Diferença entre Salestech e Martech


Ambos os conjuntos de tecnologia, tanto Salestech quanto Martechs, ainda são um mercado novo no Brasil. As Salestech têm avançado, durante a pandemia, com o trabalho remoto, ganhando mais destaque.

As Martechs são ferramentas amplas que compreendem automação em planejamento e implantação de estratégias de marketing, até tecnologias voltadas para a venda e o pós-venda. As Salestech funcionam como auxiliares das Martechs. Elas têm como prioridade as vendas inteligentes que geram informações e dados dos clientes para a equipe de vendas nos momentos certos, facilitando a nutrição de leads, tornando o atendimento personalizado e acompanhando o possível cliente durante os passos da jornada de compras.

Nada substitui o bom atendimento

Evidentemente, que todas as ferramentas utilizadas com o objetivo de aumentar as vendas são válidas. Mas, de acordo com o especialista em fidelidade do cliente, Frederick Reichheld, autor do título “A Pergunta Definitiva” (ed.Campus) é preciso colocar o cliente meio que num pedestal. Afinal, é ele que sempre poderá recomendá-lo ou não a outras pessoas.

Por isso, mesmo após ter mergulhado, por anos a fio, em estudar o comportamento do cliente, ele observa que as empresas não precisam fazer centenas de estudos quilométricos sobre satisfação dos clientes. Sobrecarregando-os com questionários intermináveis e depois tentando achar significado em uma enormidade de informações (banco de dados). Elas são úteis, são. Porém, de nada valem se o seu vendedor é mal preparado para dar um bom atendimento, ou se você mostra na internet um produto que não tem no estoque. Enfim, se você quer conquistar o cliente, saiba que é muito mais simples do que se possa imaginar.

Recuperar as vendas deve ser meta, sempre

Reichheld recomenda que se faça uma única pergunta: “Você nos recomendaria a um amigo?” Esta, aliás, é a motivação do título de seu livro. E daí em diante é só separar as respostas em 3 tipos, numa escala de 0 a 10, sendo o zero “definitivamente não” e o 10 “definitivamente sim”:

  1. de 0 a 6: detratores.
  2. de 7 a 8: neutros.
  3. de 9 a 10: promotores.

E a conta é simples, se mais pessoas falam bem do que mal, você tem uma boa performance. E claro, deve usar as Salestech para reduzir ao máximo a margem que o separa dos 100% positivos. No caso dos negativos, as ferramentas vão ser úteis para identificar o que está errado e, imediatamente, corrigir o que possa estar causando a opinião negativa. Conhecer os motivos pelos quais você é bem quisto, é importante para que sejam reforçados, e aplicados para melhorar os três índices.

Seja qual for o resultado, a empresa começa a ter uma visão clara das expectativas, exigências e até mesmo frustrações de clientes, permitindo ações (tanto táticas quanto estratégicas) que permitam melhorar a lucratividade da empresa e seu sucesso em relação a concorrentes. Evidente que ao chegar até aqui, você não terá dúvidas, acredita o especialista, que a Regra de Ouro permanece sendo: “Trate os outros como gostaria de ser tratado. Faça com os outros o que gostaria que fizessem com você”, daí o sucesso é sempre garantido.

Links de referência:
www.pipedrive.com

www.circlemartech.com.br

www.proxxima.com.br

www.lume.ufrgs.br

2022 © Tag Center. Todos os direitos reservados.
arrow-leftarrow-right linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram