voltar ao blog

Marketing conversacional para vendas aproxima e cativa o cliente

Você já quis comprar online algum produto ou serviço, mas antes teve que preencher um formulário muito extenso ou até mesmo esperar que alguém entrasse em contato? Pois é, com o marketing conversacional para vendas, nenhum cliente precisa passar por situações chatas como essa.

Sabe aquele cliente que envia uma mensagem para a empresa fora do horário de funcionamento? Com o marketing conversacional, é possível ter uma comunicação imediata na qual seus leads podem interagir com você no momento que quiserem. Ou seja, sem precisar que tenha um atendente disponível para dar um retorno.

Também chamado de marketing de conversação, o marketing conversacional é uma estratégia utilizada por marcas que desejam estabelecer uma experiência humana com o seu público. Em vez de forçar o visitante a passar por formulários de captura de leads e esperar dias por uma resposta, o marketing de conversação usa mensagens direcionadas e chatbots inteligentes para interagir com as pessoas quando elas estiverem em seu site, independentemente do dia e horário.

É baseado em interações 1x1 (um a um) em tempo real em vários canais. Ele permite que você promova relacionamentos com o cliente e melhore a experiência dele on-line, comunicando e personalizando as interações.

Qualquer forma de comunicação bidirecional, como telefone e e-mail, pode fazer parte de uma estratégia de marketing conversacional. Embora hoje, as mensagens sejam a forma mais popular de entrar em contato e chegar aos clientes.

As pessoas adoram bater papo e querem respostas instantâneas, o que é parte da razão pela qual aplicativos de mensagens como o WhatsApp são tão populares.

Uso de chatbots experts em marketing conversacional eleva as vendas

A chave no marketing de conversação é avaliar e entender quais são os canais preferidos de seus clientes e ajustar seu tom de voz de acordo – o diálogo com chatbots e chat ao vivo é geralmente bastante informal e imita uma conversa casual.

O marketing conversacional é uma estratégia que visa melhorar a comunicação com os clientes. Ou seja, utilizar a tecnologia e a inteligência artificial para manter uma relação duradoura entre o público e a marca. Essa interação pode ser feita com os chatbots, uma ferramenta para otimizar o atendimento ao cliente.

Utilizar chatbots contribui para otimizar o seu tempo de resposta, economizar tempo, recursos e ainda aumentar o desempenho da sua equipe. Além disso, oferecer uma boa experiência de compra aos clientes também é um dos benefícios de usar o marketing conversacional na sua empresa.

Os chatbots podem atender vários clientes ao mesmo tempo. Com isso, seus leads não terão que enfrentar filas e nem esperar para ser atendido. De acordo com uma pesquisa do SurveyMonkey Audience, 55% das pessoas valorizam o uso da ferramenta em empresas, por causa das respostas imediatas e 51% acreditam ser de fácil comunicação.

Imagine só se fosse necessário deixar uma pessoa responsável por responder todas as dúvidas dos clientes. Isso daria muito trabalho. Ao automatizar esse processo, você pode trabalhar com uma equipe reduzida.

Empresa Distribuída: As estratégias Gartner visam essa demanda

Sendo assim, quando um cliente entrar em contato, ele só será conduzido para um atendente humano se necessário. A IBM calcula que ao utilizar chatbots, as empresas podem reduzir em até 30% os custos do relacionamento com o cliente.

Engana-se quem pensa que utilizar chatbots deixa o atendimento robotizado. É possível personalizar a ferramenta e adaptá-la conforme a linguagem do seu negócio.

Atender de forma humanizada é essencial para entender ao máximo os clientes e ainda captar informações importantes. Dessa forma, você contribui para oferecer uma boa jornada de compra ao seu público.

O WhatsApp, por exemplo, é usado por cerca de 76% dos brasileiros para se comunicar com as empresas. De acordo com um estudo feito pela Opinion Box e pelo Portal Mobile Time. Sendo assim, é importante saber aproveitar o ambiente digital da melhor forma, para ampliar a comunicação com os seus leads.

Os chatbots irão atender por você enquanto estiver fora e ainda poderão atender mais de um cliente, de forma simultânea. E quando se fala em internet, é essencial atender de forma rápida, eficiente e com qualidade. São esses pontos que vão te destacar frente à concorrência.

Agilidade no processo de vendas, exige mais da inteligência artificial dos chatbots

O conceito de vendas conversacionais prioriza o uso de aplicativos de mensagens no processo de venda, como por exemplo: Facebook, WhatsApp ou Chat. Nos dias de hoje, os clientes já não precisam mais ir até uma loja se quiserem saber algo sobre um produto ou serviço. Esse processo pode ser feito de forma simples e rápida por meio de um smartphone.

Desde o início da pandemia, as vendas online cresceram ainda mais. Os clientes precisaram se adaptar a esse meio digital, da mesma forma que as empresas também tiveram que marcar presença na internet. Mas vender pela internet não é tão simples como se imagina. É preciso fornecer uma experiência personalizada em tempo real.

A troca de informações nesse tipo de venda é muito rápida e prática. Ao utilizar o WhatsApp Business API, por exemplo, é possível automatizar o atendimento deste canal. A versão Application Programming Interface (API) do WhatsApp é um serviço voltado para as empresas que usam o app para realizar atendimentos.

Com uma API do WhatsApp, é possível ter vários chatbots e atendentes trabalhando com o mesmo número de telefone, através de uma plataforma de atendimento. Vale lembrar que é preciso utilizar uma versão oficial do aplicativo para que o seu número não seja banido.

Redes sociais também já investem em marketing conversacional

As redes sociais podem ser canais de vendas ou de relacionamento para um negócio. Uma das suas vantagens é que elas se tratam de ambientes nos quais os leads já estão familiarizados com a linguagem e as ferramentas.

As redes sociais podem ser gerenciadas por um social media ou por um chatbot — sendo que, nesse último caso, elas podem estar disponíveis de forma intermitente.

Assim, se o lead tem hábitos noturnos e deseja tirar dúvidas sobre produtos gourmet na madrugada, tudo bem: ele terá todas as suas respostas desejadas.

Quanto mais rápido se estabelece um relacionamento entre marca e consumidor, maiores são as chances de aumentar o interesse do cliente pelo produto ou serviço procurado. Dessa forma, os bots conseguem identificar automaticamente os novos usuários em uma página e, assim, prestar um atendimento personalizado para esse público.

As pequenas empresas costumam ser sobrecarregadas, com pessoas desempenhando funções múltiplas. O marketing de conversação permite que todos na equipe maximizem seu tempo e isso é particularmente importante em uma pequena empresa onde o tempo de todos é valioso.

A vantagem dessa abordagem é que ela também significa que sua empresa está sempre ficando mais inteligente. Tudo o que você aprende sobre clientes em conversas por meio de programas automatizados e interação individual pode ser realimentado no negócio. Isso significa não apenas que seus canais de vendas são mais eficazes e sua equipe mais eficiente, como também que sua empresa está ficando cada vez mais inteligente.

Diferença entre marketing tradicional e marketing conversacional

A diferença entre marketing tradicional e marketing de conversação é a mesma que a diferença entre conhecimento e inteligência. É preciso mais do que dados para administrar um negócio de sucesso.

Você precisa de uma marca forte, alinhada com os interesses do cliente. Para criar isso, você precisa saber com o que seus clientes se preocupam e onde está o foco deles. Não há maneira melhor de fazer isso do que conversar com eles.


Links pesquisados:

www.resultadosdigitais.com.br

www.rockcontent.com

www.zenvia.com

www.deolhonailha.com.br

2022 © Tag Center. Todos os direitos reservados.
arrow-leftarrow-right linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram